Inscrições abertas para a 17ª edição do Curso Livre de História do Algarve

​​​​​​​No dia 1 de julho inicia-se a 17ª edição do curso livre de História do Algarve, organizado pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS) da Universidade do Algarve (UAlg). O curso decorrerá no anfiteatro A, do complexo pedagógico, no Campus das Gambelas, entre as 18h00 e as 20h00. As inscrições já estão abertas.
Share
 

Esta edição terá como tema “O Algarve e o Império Português” e contará com a colaboração de diversos especialistas. 

Ao longo das nove sessões que compõem o curso, procurar-se-á explorar a relação estabelecida entre a região e o Império, da Modernidade à Contemporaneidade, em diversos domínios que passam pela circulação de bens e pessoas, relações económicas, influências na arte e na literatura, entre outros.

No dia 1 de julho, João Minhoto Marques apresentará “Presenças islâmicas na obra de Cândido Guerreiro"

A sessão seguinte, de dia 6 de julho, ficará a cargo de Miguel Reimão Costa, que falará acerca “O Algarve, o Magrebe e o Mediterrâneo. Caracteres genéricos para uma interpretação da arquitetura regional”.

No dia 8 de julho, Marco Sousa Santos apresentará a comunicação “Escravos e Senhores no Algarve da Época Moderna (séculos XVI-XVIII)”.

A sessão seguinte, de 13 de julho, contará com a participação de José Carlos Curto, que invocará “O Algarve e Moçamedes (Angola) na segunda metade do XIX: Desmistificando os Mitos.”.

No dia 15 de julho, Graça Ventura abordará a questão do “Jorge Fernandes Gramaxo, um negreiro portimonense em Cartagena das Índias (1585-1626)”.

Carla Vieira falará no dia 20 de julho sobre a "Repressão inquisitorial e diáspora entre impérios: o caso dos cristãos-novos do Algarve (séculos XVI-XVII)"

E "O Reino do Algarve: entre a periferia, a insularidade e o Império" ficará a cargo de Andreia Fidalgo.

O curso encerrará no dia 27 de julho com a colaboração de José Eduardo Horta Correia, que falará acerca de “O imaginário do Brasil e a representação das elites no Algarve do século XVIII”.

Para além destas sessões, o curso conta ainda com uma visita guiada, a realizar-se no dia 31 de julho, à fortaleza de Sagres, que permitirá apreciar in loco a relevância da região no contexto da expansão marítima portuguesa.

Mais informação e inscrição aqui

 

Relacionadas